Descubra mais sobre a Meteorologia na Maia

Tel: 22 406 21 26 | Email: geral@maiahoje.pt



LIGA: Marítimo sem força para evitar a derrota no Dragão (3-1)

LIGA: Marítimo sem força para evitar a derrota no Dragão (3-1)

Foi um jogo sem grandes emoções apesar do FC do Porto quase ter ido para intervalo com um empate no placard depois de haver sofrido um golo. Conseguiu voltar à vantagem e geriu a segunda parte em modo de contenção, logrando ainda aumentar a vantagem.

Futebol a horas tardias mas com boa casa (34000 espetadores) apesar de ser segunda-feira. O jogo começou morno, sem oportunidades até aos 13 minutos em que uma troca de bola na direita, em que Maxi Pereira “sentou” dois adversários, passou a Ricardo este rematou de pronto mas Charles respondeu com excelente defesa. Animado com esta oportunidade o FC do Porto continuou a marcar presença próximo da baliza do Marítimo e aos 17 minutos, no segundo canto seguido, Alex Telles centrou e apareceu Reyes, sem oposição, a desviar de cabeça para o fundo das redes. A equipa da casa chegava à vantagem e na resposta o Marítimo teve que se fazer à vida e começar a procurar terrenos mais avançados. Se bem o procurou melhor o executou. Aos 25 minutos, uma bola aproveitada por Valente que remata correspondendo José Sá com boa defesa mas sem segurar a bola, no seguimento, sobra para a entrada da área, e Fábio Pacheco aparece a rematar de pronto fazendo a bola anichar-se no fundo das redes dos Dragões.

Estava feito o empate e o aviso que o jogo poderia não estar para facilidades, como pareceria após o golo do Porto, e a prova disso foi-se vendo no seguimento do jogo, novamente sem oportunidades para ambas as partes, num jogo à feição dos maritimistas que assim iam vendo passar os minutos com o empate assegurado.

Aos 39 minutos, Gamboa que havia visto um amarelo minutos antes, parou-lhe o cérebro e jogou sem bola sobre um adversário vendo de imediato o segundo, e claro, o respetivo vermelho. A jogar contra 10, e na marcação da respetiva falta o Porto quase chegava ao segundo. Não o fez, mas aos 44 m, ainda antes do intervalo, Marega, disparou de pé esquerdo um “missil” cruzado fazendo a bola entrar batendo diretamente nas redes laterais do lado oposto ao remate.

As bancadas da casa voltavam a animar-se, o FC do Porto ia para o intervalo novamente com vantagem, mas percebia-se, que de forma alguma o jogo estaria ganho pelos Dragões. Desta forma no regresso ao relvado, o Marítimo, com menos um homem, teve que se resignar a defender no seu meio campo, espreitando apenas a hipótese de conseguir voltar a marcar num contra ataque que surgisse. Não surgiu, e apesar de não ter permitido grandes oportunidades ao Porto, aos 78 minutos, Marega, novamente ele, surge na esquerda à entrada da área e remata de pronto, conseguindo fazer que a bola passasse pelo meio das pernas de Charles e voltasse a beijar as redes.

Era o 3-1 no marcador e a poucos dos minutos do final a quase confirmação da vitória portista, que, à imagem do seu treinador continuou a porfiar à procura de mais ainda. Não o conseguiu, mas vale registar um Marítimo solidário que resistiu como pode para não sair do Dragão com uma goleada, especialmente depois de reduzido em número de jogadores.

Com este resultado o FC do Porto regressa ao primeiro lugar em conjunto com o Sporting, que na próxima jornada, a 03 de janeiro, defronta o Benfica, num jogo em que alguém, ou os dois poderão perder pontos e começar a clarificar como será o resto da edição desta liga.

Imagens

18-Dec-2017 às 23:38, Francisco Bacelar

Escreva um comentário

LIGA: FC Porto regressa ao primeiro lugar, com ajuda do Vitória… de Setúbal LIGA: FC Porto regressa ao primeiro lugar, com ajuda do Vitória… de Set...

Mesmo com menos um jogo, mas beneficiando do empate do Sporting, minutos antes em Setúbal, o FC do Porto voltou a primeiro lugar da liga, num jogo em que só marcou com uma bola oferecida por Sully, que Marega não desperdiçou.

Continuar a ler »