Descubra mais sobre a Meteorologia na Maia

Tel: 22 406 21 26 | Email: geral@maiahoje.pt



Taça de Portugal: FC do Porto deixa pelo caminho V. Guimarães com expressivo 4-0

Taça de Portugal: FC do Porto deixa pelo caminho V. Guimarães com expressivo 4-0

Apesar de um início de partida menos bom, o Porto cedo chegou à vantagem, mas só na segunda parte, fruto de um futebol rápido e acutilante, resolveu de vez a eliminatória a seu favor, perante um Guimarães voluntarioso no primeiro tempo mas sem folgo

Carlos Xistra deu inicio ao jogo e logo o Vitória de Guimarães se pôs a o ataque obrigando , o regressado Casillas a aquecer, contudo sem perigo de maior. Não tardou a resposta portista quando Danilo desviou um centro ao primeiro poste fazendo a bola bater no segundo.

Estava ainda o jogo numa fase de estudo das equipas quando aos 11 m, Victor Garcia meteu a mão à bola dentro da área obrigando Carlos Xistra a assinalar a marca de grande penalidade. Chamado a marcar Aboubakar não desiludiu, apesar de efetuar um remate ao centro, a que Miguel Silva não chegou porque já se tinha atirado para a sua direita.

Com a vantagem, o Porto começou a jogar com o relógio numa fase de posse e controle do esférico obrigando os jogadores da cidade berço a correrem mais do que desejariam para a recuperarem, partindo apenas em contra ataque quando lhe era possível. Este período “pastoso” só aos 35 m teve uma alteração quando na sequência de um canto Ricón desvia à queima proporcionando uma defesa apertada de Casillas. Daí até ao apito para o descanso apenas um remate à meia volta de Aboubakar que passou por cima da barra.

Na segunda metade o Porto veio mais espevitado instalando-se no meio campo vitoriano à procura de ampliar a vantagem mínima, sempre perigosa, ainda para mais numa partida a eliminar. O empenho acrescido resultou quando Alex Telles na marcação de um canto centrou ao primeiro poste onde surgiu novamente Danilo a cabecear para dentro da baliza de Miguel Silva, aliás, como já havido acontecido na primeira parte numa bola que dessa feita bateu no poste.

Tomando-lhe o gosto passados uns minutos Danilo disparou uma bomba de pé esquerdo, à entrada da área, a que o guardião visitante se opôs em grande estilo com uma defesa apertada para cima da barra. No seguimento do respetivo pontapé de canto, Aboubakar rematou para nova grande defesa de Miguel Silva, mas na recarga surgiu André André a rematar vitorioso. Estava feito o terceiro para os Dragões, e com este resultado poderia começar a deixar passar o tempo à espera do apito final, o que se notou logo de imediato com um recuo proporcionando até uma boa oportunidade a remate de Heldon. Talvez sentindo o perigo, voltou a instalar-se no meio campo dos homens de Pedro Martins que pouco mais faziam que defender, como podiam, o domínio azul e branco, que embora sem criar novas grandes oportunidades, ainda acabaria por fazer o quarto golo, novamente por André André que assim bisou na partida.

Com este resultado Porto segue em frente na Taça de Portugal, mantendo por isso intactas as esperanças de chegar à final no Jamor.

Imagens

14-Dec-2017 às 22:47, Francisco Bacelar

Escreva um comentário

Dragão: FC do Porto apresentou-se e empatou sem golos com o Newcastle Dragão: FC do Porto apresentou-se e empatou sem golos com o Newcastle

O FC do Porto apresentou-se hoje aos seus adeptos e associados, depois da conquista do último título da primeira Liga, que lhes fugia nos quatro anos anteriores.

Continuar a ler »