Descubra mais sobre a Meteorologia na Maia

Tel: 22 406 21 26 | Email: geral@maiahoje.pt



Teodora Cardoso

Teodora Cardoso

Opinião de Joaquim Jorge.

Aprecio de sobremaneira Teodora Cardoso, presidente do Conselho Superior que é o órgão máximo do Conselho das Finanças Públicas. Mulher séria, impoluta e independente.

O Conselho das Finanças Públicas tem como missão proceder a uma avaliação independente sobre a coerência, o cumprimento dos objetivos definidos e a sustentabilidade das finanças públicas, simultaneamente promovendo a sua transparência.

O que disse Teodora Cardoso é preocupante: os impostos sobre o consumo explicam subida da receita no próximo ano. Os Impostos indirectos vão render no próximo ano mais 1,3 mil milhões de euros. Esmagadora maior deste montante vem do IVA e dos IEC (imposto Especial de Consumo).

Teodora Cardoso defende que a proposta orçamental para 2018 é insuficiente em matéria de ajustamento estrutural, havendo o sério risco de ser uma oportunidade perdida. O OE 2018 está sobretudo empenhada em tirar partido da conjuntura favorável e em cumprir as regras orçamentais apenas nos mínimos indispensáveis.

Teodora Cardoso é uma renomada técnica que desempenhou funções no Banco de Portugal no Departamento de Estatística e Estudos Económicos e foi Membro do Conselho de Administração do Banco de Portugal

Recordo-me que queriam mandar embora esta Senhora porque não pensa, do mesmo modo que o governo em matéria de economia.

Preocupa-me ler notícias de este teor, para mim, são alarmantes. Não quero passar de novo, pelo que já passei.

Sou contra a mentira e não basta dizer a verdade. Há que defendê-la.

Vou continuar a poupar e a amealhar, receio ter que voltar aos dias negros. A seguir à euforia pode vir a ressaca.

Já estou escaldado de viver em crise e cortes.

 

Biólogo, fundador do Clube dos Pensadores 
23-Nov-2017 às 16:23, Ana Sofia Silva

Escreva um comentário

Políticas Municipais em Saúde: para quando o sucesso junto dos munícipes? Políticas Municipais em Saúde: para quando o sucesso junto dos munícipes...

Opinião de Ricardo Oliveira.

Continuar a ler »