Descubra mais sobre a Meteorologia na Maia

Tel: 22 406 21 26 | Email: geral@maiahoje.pt



Os despojos das autárquicas

Os despojos das autárquicas

Opinião de Miguel Correia.

Um mês após a realização das eleições autárquicas algumas ruas, do nosso belo país, ainda ostentam ferros com a fotografia sorridente do candidato (ou candidata) que, com promessas e brindes de qualidade, tudo fez para conquistar a confiança dos Tugas qualificados para votar.

Debateu-se, nas redes sociais, a responsabilidade da remoção de tais artefactos decorativos políticos. No entanto, a discussão foi curta e pouco elucidativa. À semelhança dos assuntos inéditos e revelações bombásticas que chegaram ao conhecimento dos eleitores durante a campanha eleitoral e foram encarados com perfeita normalidade. É um facto: somos um povo tão pacífico que nada nos parece incomodar…

Metade dos Tugas – convocados para exercer o direito de voto – resolveram ficar em casa ou passar o tempo com outras actividades. É esta a (má) utilização dada a um direito que os assiste! A ausência não pode ser considerada como forma de protesto. Porque quem perde a voz não pode reclamar. Isto é básico, caros leitores! Mesmo com a tremenda polémica em torno da alteração do horário de um jogo de futebol – para reduzir a taxa de abstenção – concluiu-se que estavam mais pessoas na bancada que votantes em determinadas autarquias. Talvez daqui a quatro anos possam votar nos estádios, quem sabe?!

Realizadas as cerimónias de tomada de posse – com as fotografias escarrapachadas nas redes sociais – ultimam-se os acordos estratégicos e atribuição de pelouros e cargos. Para os derrotados (eleitores e candidatos) resta a consolação de ouvir alguns lamentos, pelas ruas ou cafés, sobre o resultado das eleições e previsões (pessimistas) para o futuro. A ironia revela-se, mais uma vez, neste rectângulo europeu. Porque metade dos eleitores não compareceu para colocar uma simples cruz num boletim colorido (neste caso três) e agora, lamentam a ausência dos que não receberam votos suficientes para conseguir a eleição…

08-Nov-2017 às 16:39, Ana Sofia Silva

Escreva um comentário

O êxodo Europeu na Saúde: Seguir realização profissional ou financeira? O êxodo Europeu na Saúde: Seguir realização profissional ou financeira?

Opinião de Ricardo Oliveira.

Continuar a ler »