Descubra mais sobre a Meteorologia na Maia

Tel: 22 406 21 26 | Email: geral@maiahoje.pt



«Estar próximo das instituições, das coletividades, das empresas e sobretudo das pessoas»

«Estar próximo das instituições, das coletividades, das empresas e sobretudo das pessoas»

Cerimónia de apresentação de cumprimentos ao novo presidente da Câmara Municipal da Maia.

No passado sábado dia 28, a novíssima aquisição da Câmara Municipal da Maia, a Quinta dos Cónegos, localizada na zona por detrás da Feira da Maia, foi o local escolhido para, além de dar conhecimento público e mostrar o interior deste “novo” equipamento, ser local da apresentação de cumprimentos ao novo presidente da CM Maia.

Na sessão pública, marcaram presença, entre muitos cidadãos, algumas individualidades e instituições maiatas.

No seu discurso, Silva Tiago, agradeceu a presença de todos e fez uma saudação particular à presença de Bragança Fernandes, Presidente da Assembleia Municipal da Maia «pessoa que face à missão democrática que atualmente desempenha, representa efetivamente toda a comunidade concelhia», disse.

O actual presidente da Câmara Municipal considerou este um «momento com especial significado», porque «representa de forma simbólica, a afirmação da vontade de estar próximo das instituições, das coletividades, das empresas e sobretudo das pessoas», referiu.

Para Silva Tiago «são as pessoas, que transformam sonhos em projetos e depois os concretizam, empenhando-se nas suas missões, com empenho, com trabalho, com competência e dedicação. Nutro por esses carismas, que nos distinguem e são a razão fundamental que explica, o porquê da nossa comunidade concelhia estar hoje nos lugares cimeiros em imensas dimensões da nossa vida coletiva, que nos faz gostar de viver na Maia e aqui sermos felizes», transmitiu.

O local também não ficou de fora do discurso «escolhi este lugar, esta Quinta dos Cónegos, que outrora foi retiro de contemplação dos bispos do Porto, mas que agora já é património municipal, para que este momento de partilha, ficasse para a nossa história local, com o sublinhado de ter acontecido num espaço belíssimo, carregado de memória e de História, e que hoje está ao serviço do bem-comum e da fruição de todos os maiatos. Nesta manhã em que o Verão de São Martinho se antecipou, neste ambiente sereno, que a todos inspira tranquilidade e afetuoso diálogo, quero dizer-vos que espero merecer a vossa confiança, o vosso contributo e empenho, na construção da Maia do futuro, que tenho a certeza, todos queremos sempre em primeiro. Em mim, cada um de vós, cada uma das vossas instituições, coletividades, empresas e famílias, terá sempre um maiato amigo, próximo, dedicado e disponível», terminando o discurso agradecendo mais uma vez a presença de todos.

Ao MaiaHoje, António Silva Tiago, presidente da CM Maia, concedeu na altura, uma pequena entrevista.

 

MaiaHoje (MH) – Após esta conquista e de todo o programa apresentado, por onde é que pensa começar?

 

António Silva Tiago (AST) – Começamos por nos apresentarmos à comunidade concelhia. Fizemo-lo, num ato mais nobre, na Câmara Municipal, no Salão Pedro IV, na quinta feira, na Tomada de Posse. Como esse momento não foi tão abrangente quanto nós desejávamos, decidimos abrir o dia de hoje, nesta agradável manhã de verão de S. Martinho antecipado, para cumprimentar clubes, coletividades, associações culturais, recreativas, IPSS, empresas, juntas de freguesia, assembleias de freguesia, o presidente da Assembleia Municipal, enfim toda a comunidade concelhia.

 

MH – Em termos de programa eleitoral, quais são as iniciativas que têm prioridade para serem postas em andamento?

 

AST – Agora temos que fazer o Plano e Orçamento para 2018. Esse é o primeiro passo. Temos que o tentar acabar e aprovar até dezembro deste ano que é a data formal, embora haja a prerrogativa de poder adiar, atendendo que houve eleições muito aproximadas da data. Mas, vamos tentar fazer tudo para conseguir o cumprimento desse prazo. Vamo-nos instalar, existe alguma logística por de trás disso tudo. Temos, por exemplo, muita ação no âmbito do Portugal 2020, do PEDU – Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano. Todas as candidaturas desse plano têm que ficar na plataforma que sustenta o programa até ao final do ano. São investimentos que vão rolar até 2020 e que somam qualquer coisa como 40 milhões de euros em áreas como a mobilidade, a requalificação do espaço público, a acessibilidade para todos, os modos suaves com percursos pedonais, cicláveis. Por exemplo, a ligação da Quinta dos Cónegos com a Quinta da Bela Vista.

 

MH – A Quinta dos Cónegos, onde estamos e antiga propriedade do grupo Espírito Santo, foi recentemente adquirida pela Câmara Municipal da Maia. Qual será a sua finalidade?

 

AST – Esta quinta vai ser um espaço de lazer para a população, um parque da cidade. A partir de hoje, vamos estruturar-nos para que este seja um espaço verde de utilização coletiva e pública. Relativamente à casa, ainda não temos uma decisão formada. É um palacete que está todo mobilado, portanto, vamos ver o que ainda vamos fazer com ele e vamos também ouvir especialistas porque não somos donos da verdade absoluta. Gostamos de conversar e discutir com quem sabe mais do que nós para decidirmos bem. Depois há uma parte agrícola que necessita de algumas obras. A ideia que tenho neste momento é que será para ter um destino mais ligado aos jovens, às start-ups, microempresas, empresas de alta tecnologia, de inovação, criatividade, design. Vamos ouvir opiniões e perceber se esta é uma ideia para levar a cabo. Se for, vamos também tentar candidatar-nos a algum programa comunitário, na área da economia para sustentar o tipo de investimento na requalificação e reabilitação dessa área.

O nosso programa eleitoral, ao longo dos próximos 4 anos, tem áreas de intervenção muito concretas, quer na educação, cultura, desporto, ambiente. Vamos cuidar muito bem do património habitacional, que está em pleno desenvolvimento, obras de requalificação, e, portanto, até ao final deste ano, a grande parte daquilo que é propriedade da Câmara vai ficar reabilitado e nos dois próximos anos vamos intervir fortemente no Bairro do Sobreiro, Maia I e Maia II, de forma a que as pessoas que aí vivam tenham uma qualidade de vida acrescida.

Já há uma parte do plano do Bairro Sobreiro que já está aprovado no âmbito do PEDU – Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano e agora apresentamos um conjunto de candidaturas para o restante à eficiência energética. Estamos convictos de que vamos ter sorte e o governo vá aprovar essas candidaturas.

08-Nov-2017 às 16:09, Ana Sofia Silva

Escreva um comentário

«É impossível ser feliz sozinho» «É impossível ser feliz sozinho»

Recentemente empossado no cargo de Presidente da Câmara Municipal da Maia, António Silva Tiago, concede a sua primeiríssima entrevista nessa qualidade.

Continuar a ler »