Descubra mais sobre a Meteorologia na Maia

Tel: 22 406 21 26 | Email: geral@maiahoje.pt



LIGA: No Dragão o Belenenses resistiu bem, mas FC do Porto venceu por 2-0

LIGA: No Dragão o Belenenses resistiu bem, mas FC do Porto venceu por 2-0

Foi um FC do Porto de recurso pela falta de algumas das suas pedras habituais, e cansado pelo desgaste do jogo com o Leipzig que se apresentou esta noite no Dragão. Sem conseguir um grande jogo, voltou a ser eficaz e assim obteve a vitória perante um

Estava uma noite algo fria que poderia espevitar os jogadores a aquecerem um pouco, contudo isso quase não aconteceu durante toda a primeira parte. Um FC do Porto lento, sem grande ligação entre as linhas, e preso ao garrote montado pelo Belenenses no seu meio campo, aliás como já havia acontecido frente ao Leipzig. Se contra os alemães se justificava dado o seu poderio, esta noite fica mais difícil de compreender, embora a falta de Danilo na equipa, justifique em parte a falta de um futebol coeso a que a equipa de Sérgio Conceição nos vem habituando.

Claro que houve algumas oportunidades, a primeira das quais até foi do Belenenses, aos 8 m, num contra ataque rápido em que Roni ficou frente a José Sá, mas cortada a in-extremis pela defesa portista, logo seguida de um excelente drible de Diogo Viana a Alex Telles, seguido de centro perigoso, mas sem eficácia. O Porto também teve alguns remates, mas nada digno de registo. Quando tudo indicava que o nulo seria o resultado ao intervalo, aos 43 m, há um canto para o Porto, a bola sobra ao segundo poste para Herrera que remata a contar, fazendo novamente golo, ele que já havia marcado no último jogo da Liga dos Campeões.

Com o início do segundo tempo, o Porto apareceu mais espevitado, mas essa pressão só durou os primeiros minutos, após o que se foi perdendo novamente na teia do Belenenses, colecionando posse de bola, mas sem resultados em termo ofensivos que criassem oportunidades de golo evidentes, malgrados dois remates aos 62 minutos primeiro por Brahimi e depois por Aboubakar, após o que foi o Belenenses a jogar e controlar no meio campo portista durante uns 10 minutos em que o Porto só conseguiu descer uma vez com uma trcoa entre Corona, Brahimi e de novo Corona, com este a rematar ao poste, mas em lance prontamente assinalado em fora de jogo.

Chegados aos 75 minutos Sérgio Conceição retirou André André e Brahimi e fez entrar Sérgio Oliveira e Galeno, o jovem avançado brasileiro da equipa B do FC do Porto.

Logo na primeira jogada uma rápida série de tabelas entre Ricardo, Aboubakar e Sérgio Oliveira, dá a este último o remate em que o já batido Muriel conseguiu defender com as pernas, e na recarga a jogada perdeu-se. A partir daí, foi a vez do Porto voltar à baliza contrária, criando algum perigo, mas só quase em cima dos 90m haveria de marcar. Uma bola ganha na área por Herrera lança este em contra ataque rápido e já à entrada da área deixa para Aboubakar senta Gonçalo Silva e à saída de Muriel pica a bola por cima deste fazendo um golo de belo efeito.

Se a incerteza da vitória foi latente durante toda a segunda parte, com a vantagem de dois golos, estava encontrado o vencedor.

Com este resultado o FC do Porto reforça a liderança e fica a aguardar os resultados dos adversários perseguidores, quando estão cumpridas 11 jornadas que fazem quase um terço do campeonato.

 

 

 

 

 

 

 

Imagens

04-Nov-2017 às 20:36, Francisco Bacelar

Escreva um comentário

Livro sobre os “emails” apresentado com o título “O Polvo Encarnado” Livro sobre os “emails” apresentado com o título “O Polvo Encarnado...

Francisco J Marques, diretor de comunicação do FC do Porto e Diogo Faria, comentador do programa Universo Porto do Porto Canal, apresentaram hoje à imprensa um livro escrito em coautoria sobre os polémicos emails que têm vindo a denunciar nesse pro

Continuar a ler »