Descubra mais sobre a Meteorologia na Maia

Tel: 22 406 21 26 | Email: geral@maiahoje.pt



É sempre a mesma coisa…

É sempre a mesma coisa…

Opinião de Henrique Carvalho.

Os vícios são sempre os mesmos em todos os partidos. Em vesperas de eleições arranjam-se estradas, ruas e jardins, inauguram-se pequenas obras, (ás vezes mal acabadas), fazem-se jantaradas, prega-se o sermão da vontade, promete-se sem saber se se pode cumprir, dá-se largas á imaginação. Raramente se faz o balanco da obra que esqueceu fazer e das promessas que esqueceram do anterior programa. Investe-se fortunas em campanhas eleitorais, para depois ficar quantas vezes com resultados eleitorais ridículamente ridículos. (O atual PR quase não fez campanha e venceu à primeira, mostrou-se ele mesmo e ganhou.)
Para dar nas vistas, a maioria decidiu anunciar uma homenagem ao antigo presidente da Assembleia da República, Dr. Barbosa de Melo, “logo a seguir” às eleições. Que triste maneira de passar a “escova” aos votantes PSD. Se queriam prestar essa homenagem, faziam-no antes das prolongadíssimas férias dos deputados, ou anunciavam-na depois do ato eleitoral!?... Abram os olhos e os ouvidos caros eleitores. Detesto atos destes, venham de que partido vier…

Um doloroso ADEUS
Reuniu-se no passado dia nove em Fátima a grande Diocese do Porto numa celebração presidida por D. António Francisco. Pessoas que estiveram presentes afirmam a beleza da celebração e o sorridente entusiasmo do Senhor Bispo, agradecido pela grande representação diocesana no santuário. “Lê-se nos comentários do Facebook.” E!?... Foi nessa felicidade que Deus o chamou poucas horas depois.
Suou triste a notícia do seu falecimento, Ficamos incrédulos com o sucedido e aceitamos com dificuldade esta realidade. Mas a vida é assim. Nascemos. E a cada momento temos um “instante” de presente a começamos a descontar ao futuro, do qual, nunca sabemos a sua dimensão. É por isso, que o mais importante é viver o diminuto momento do presente o melhor possível, entusiasmar-se em organizar o futuro o mais belo e feliz que podermos, para que, se o podermos viver, fiquemos e possamos deixar, boas memórias a quem no rodeia.
São sem dúvida exemplo disso, as Boas Memórias que guardamos do D. António Francisco, Digníssimo e Respeitável Bispo do Porto.  

 

21-Sep-2017 às 16:09, Ana Sofia Silva

Escreva um comentário