Descubra mais sobre a Meteorologia na Maia

Tel: 22 406 21 26 | Email: geral@maiahoje.pt



Solidariedade e Mobilidade

Solidariedade e Mobilidade

A coligação PS/JPP "Um Novo Começo" organizou, no passado dia 6 de julho, um debate sob o tema “Inovação Social & Solidariedade”, na Casa do Povo de Vermoim.

A candidatura da coligação PS/JPP “Um Novo Começo”, tem organizado na Casa do Povo de Vermoim, uma série de iniciativas temáticas de debate sobre diversas temáticas.
No passado dia 6 de Julho, o tema foi “Inovação Social & Solidariedade” que contou com a presença de Vieira da Silva, ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social; Lino Maia, presidente da confederação das Instituições de Solidariedade Social; Andrade Ferreira, médico e o candidato Francisco Vieira de Carvalho.
Garantir uma alimentação equilibrada e gratuita de três refeições (pequeno-almoço, almoço e lanche) aos jovens do pré-escolar, do 1º e do 2º Ciclo da Maia será um ponto-chave da governação de Francisco Vieira de Carvalho, tendo sido reveladas três medidas de carácter social, em síntese, assegurar alimentação equilibrada aos jovens em idade escolar (Pré-escolar, 1º e 2º Ciclo: pequeno-almoço, almoço e lanche gratuitos); mais Centros de Dia, mais Residências Sénior (colmatação do défice de oferta existente no concelho) e Projeto Estamos Juntos: apoio domiciliário (apoio multisserviços a idosos e portadores de deficiência)
«Na Maia ainda há jovens entre os 5 e os 10 anos de idade cuja primeira refeição, depois de terem chegado a casa, apenas é feita na manhã do dia seguinte, com o pequeno-almoço servido na escola. A Câmara, as Juntas, o Estado… não podem olhar para o lado e ignorar que muitas crianças passam fome em casa. Em cada dez casos sinalizados, há 100 omitidos, o que é muito grave. Este drama toca-me muito e não posso tolerar que as entidades olhem para ele como uma zona escura. Como é possível um menino que entra na escola às 8 horas e não jantou possa aprender? Comigo na presidência do Executivo da Câmara da Maia, as crianças vão passar a ter uma alimentação equilibrada e grátis nas escolas. E mais: irão fazer as primeiras três refeições do dia [pequeno-almoço, almoço e lanche] todas juntas, para que não haja bullying, para que não haja pretos e brancos!», disse Francisco Vieira de Carvalho.
«O protagonismo das Câmaras Municipais em matéria de Solidariedade e de Segurança Social será cada vez mais importante no futuro. Sei que o José Francisco vai ter muito a fazer pela frente, mas acredito que a sua equipa conseguirá desenvolver um bom trabalho», referiu Vieira da Silva, Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social. 
Na sua intervenção, o Padre Lino Maia disse que «Gostei de ler, quando agora aqui cheguei, Um Novo Começo, porque isso fez-me recuar aos tempos em que conheci a Maia, ainda antes de Vieira de Carvalho a revolucionar. Um novo começo agora é capaz de querer dizer que após muita transformação haverá que voltar às pessoas e isso é extremamente importante».
A implementação de um conjunto de medidas para o apoio e proteção à Terceira Idade e aos cidadãos portadores de deficiência constituirá outro dos eixos fortes do programa de ação do Executivo liderado por Francisco Vieira de Carvalho, como este referiu «através do projeto ‘Estamos Juntos’ vamos garantir aos idosos e aos cidadãos com deficiência, através de um serviço que os visitará nas suas residências, tanto apoio médico como técnico, que se traduzirá no pagamento de água ou da luz ou mesmo noutras tarefas. O poder autárquico não pode, nos dias que passam, olhar para o lado perante os problemas dos cidadãos mais desprotegidos, devendo garantir-lhes uma assistência permanente que minimize, em muitos casos, o isolamento em que se encontram», disse.

“Mobilidade e Espaço Público”
No decurso do Fórum “Mobilidade e Espaço Público”, realizado a 7 de Julho, que teve as participações de Matos Fernandes, Ministro do Ambiente; Jorge Delgado, Presidente da Metro do Porto e da STCP; Jorge Pinho Sousa, Professor Catedrático, FEUP; da candidata Sandra Vasconcelos Lameiras, Administradora de Empresa Privada Especialista em Mobilidade e Transportes) e do candidato Francisco Vieira de Carvalho, este último defendeu a execução da prometida linha do Metro que ligará o Hospital de S.João, no Porto, ao centro da cidade da Maia, passando pelas freguesias de Pedrouços, Águas Santas e Gueifães.
Para a coligação este é «um ambicioso plano de Mobilidade, resultante de estudos efetuados por uma equipa de dez técnicos especializados, vai revolucionar por completo o mapa de Transportes no concelho da Maia a partir do próximo dia 1 de Outubro, quando Francisco Vieira de Carvalho vencer as eleições autárquicas e assumir a liderança do Executivo da Câmara Municipal». 
«O desenho desta linha (Hospital de S.João-Maia) existe há 20 anos e as novas linhas do Metro que vão entrar em obras agora já foram desenhadas muito depois. Até recordo que a ligação entre o Hospital de S.João e a Maia, passando por várias freguesias do concelho, chegou a ser dada como garantida. Aliás, em 2017 já deveria estar concluída e a funcionar. Esta linha do Metro é uma questão chave para nós, quando vencermos as eleições no próximo dia 1», frisou o candidato, num debate em que o Presidente da Metro do Porto, Jorge Delgado, também interveio. E sem se comprometer em relação ao futuro, a propósito da reivindicação do candidato à presidência da Câmara da Maia, adiantou «está em cima da mesa o estudo de linhas potenciais em que se enquadra a segunda ligação, a partir do Hospital de S.João, do Porto à Maia e mais tarde do centro da Maia até ao Aeroporto. Estamos a equacionar até ao fim do ano e a segunda fase avaliará a prioridade dessa linha e qual a opção a ser tomada», declarou.
Conhecedor dos planos de Mobilidade de Francisco Vieira de Carvalho para a Maia, Matos Fernandes, Ministro do Ambiente com competências delegadas nas áreas de transportes rodoviários e de passageiros, deixou um alerta e, em simultâneo, um elogio «Vai ser muito importante, em termos de futuro e tendo em vista os próximos anos, a nível de acesso a fundos comunitários, apresentar projetos já a seguir às eleições autárquicas. E folgo muito que o candidato Francisco Vieira de Carvalho esteja bem acompanhado por gente que sabe e é especializada em Mobilidade, porque isso ajudará bastante a formular esses projetos», disse.
Outra das medidas defendidas por Francisco Vieira de Carvalho é a remoção dos pórticos na A41, um tema polémico «é inédito que se pague para circular no nosso concelho. Meter pórticos no meio da nossa terra, não!», disse.
A coligação apresentou oito linhas de atuação na área da Mobilidade e do Espaço Público, a saber, defender a linha de Metro entre o Hospital de S. João, Pedrouços, Águas Santas, Gueifães e centro da Maia; defender a remoção dos pórticos na A41 entre Matosinhos e Alfena; lançar nova rede de transportes que ligue todas as freguesias entre si e estas a outras, criando sinergias com a rede de Transportes Escolares para que todas as escolas tenham transportes públicos; criar quatro interfaces de transporte para Metro, Autocarros e modos suaves; criar uma rede de transportes na hora (Rede de transportes a pedido, a implementar na Zona Industrial da Maia, ligando a estação de Metro às várias empresas. Grande aposta nas ligações entre o centro da Maia e as freguesias de S.Pedro Fins, Folgosa, Nogueira e Silva Escura, Milheirós e Castêlo da Maia; construir 50 km de ciclovias; recuperar e pavimentar 100 km de estradas, ruas e passeios; fechar a rede viária com a variante à EN14 até à Via Diagonal e ao Nó da Carriça.
24-Jul-2017 às 11:31, Ana Sofia Silva

Escreva um comentário

«As pessoas escolhem a Maia para viver por alguma coisa» «As pessoas escolhem a Maia para viver por alguma coisa»

“Maia Em Primeiro” é uma das coligações políticas que concorre à CM Maia e à Assembleia Municipal. Com maioria no actual executivo, apostam na continuidade do projecto que levou a um crescimento demográfico de 12,5%, bem acima da média da Área Metrop

Continuar a ler »