Descubra mais sobre a Meteorologia na Maia

Tel: 22 406 21 26 | Email: geral@maiahoje.pt



«Se já era adepto do Papa Francisco, saio hoje com Cartão de Sócio»

«Se já era adepto do Papa Francisco, saio hoje com Cartão de Sócio»

A conferência-debate com Anselmo Borges, em torno do seu mais recente livro “Francisco – desafios à Igreja e ao Mundo” foi intensa e calorosa, principalmente no momento do debate.

Integrada nas atividades do Pelouro das Relações Internacionais da Câmara Municipal da Maia, contou com a presença do Vice-Presidente, António Silva Tiago e do Vereador Paulo Ramalho, que também tiveram intervenções muto apropriadas ao tema.
Aa conferência que teve lugar no dia 31 de Maio, às 21H30, no salão D. Manuel I, dos paços do concelho, teve o apoio do Maia Hoje e da Rádio 5, tendo na audiência professores universitários, padres e diáconos, assim como pessoas ligadas a várias instituições católicas e ONG’s, com destaque para uma ativista da Amnistia Internacional.
Anselmo Borges, numa linguagem muito simples e com o desassombro espiritual e intelectual que o carateriza, foi direito aos grandes temas que estão permanentemente na agenda pastoral, política e social do Papa Francisco, sublinhando que o Papa do povo, veio trazer ao Mundo uma outra perspetiva da História, um novo olhar e forma de ver, lembrando que não há só vencedores, mas também vencidos, que não há apenas centralidades, mas também periferias, que não existem somente ricos e classe média, mas também pobres e carentes de tudo.
Mais à frente, o Teólogo e Filósofo, Padre Anselmo Borges, referiu-se à pedofilia como uma vergonha e uma tragédia para a Igreja, do mesmo modo que lembrou a necessidade de transparência, de verdade e Liberdade.
Num dado momento do acalorado debate, Duarte Araújo, um economista que estava presente no público, fez um comentário que a meu ver sintetizou muito bem, o sentimento com o qual a maioria das pessoas terá saído daquela sessão: - “…se eu já era adepto do Papa Francisco, saio hoje daqui já com o cartão de sócio”.
Nos rostos sorridentes das pessoas que assistiram à conferência, estava estampada a satisfação por terem vindo ouvir falar do líder mais inspirador da atualidade.
Um líder global, moral e inequivocamente político que deu ao Mundo, um dos documentos mais lúcidos sobre o caminho que a Humanidade tem inevitavelmente que trilhar, “Laudato Si”, se quiser salvar a sua Casa Comum, o Planeta, e não continuar a comprometer a sustentabilidade e o futuro.

Imagens

07-Jun-2017 às 16:07, Ana Sofia Silva

Escreva um comentário

Infineon prevê aumentar para 400 o número de postos de trabalho Infineon prevê aumentar para 400 o número de postos de trabalho

Novo espaço obrigou a um investimento de cerca de 600 mil€ em infraestruturas de rede.

Continuar a ler »